Notícias

Imprensa

O bacalhau, o Fiel e o seu bilhete de identidade

11 de Novembro, 2017

 

Na entrada da Lugrade há uma grande vitrina com um bacalhau pintado de branco e um quadro com uma breve explicação sobre a pesca do bacalhau e a ficha de produção do Tobias. Sim, com nome próprio, pretendendo simbolizar a forma cuidada e personalizada como é olhado cada um dos peixes do lote Vintage. “Tobias, porque veio das águas frias”, brincam os colaboradores da empresa, mostrando que o quadro tem uma espécie de bilhete de identidade do peixe, com a data e local da captura, tamanho, peso, data de secagem e de embalamento.

Há também um código QR que remete para o site da empresa onde estão as características e a explicação como foi processado o lote Vintage 20 Meses. Esta é a etiqueta que é colocada em cada um dos bacalhaus, numa espécie de gargantilha que vai na parte mais fina, junto ao rabo. Cada bacalhau é embalado à mão num saco de serapilheira personalizado que o leva até à casa do consumidor.

Este ano, o pack inclui ainda o Fiel, um instrumento que vai ajudar na demolha exacta, que foi desenvolvido pela Lugrade e dois jovens investigadores. Moderno e estilizado, assemelha-se a um dos velhos rolos de adesivo em que a argola exterior se separa. Neste caso é para pôr no fundo do recipiente onde o bacalhau é colocado, e o que está enrolado é um fio que tem na extremidade um pequeno mostrador com um íman que o permite colar no exterior do frigorífico.

No aro que fica dentro, no recipiente da demolha, há um sensor que vai transmitindo ao mostrador as informações necessárias através de umas luzinhas coloridas. Indicam a evolução da demolha, quando está na hora de mudar a água e quando o processo está completo.

O processo de investigação e desenvolvimento levou cerca de dois anos e o aparelho está agora na fase inicial de produção. Por isso, os compradores do Vintage vão ter este ano esta espécie de brinde de Natal, que terá cor amarela, para se diferenciar dos azuis que vão estar à venda no mercado.

Ainda não chegaram aos pontos de venda do bacalhau, mas podem ser encomendados no site próprio – www.ofiel.pt – onde há todas as explicações sobre o aparelho. Custa cerca de 10 euros.

in Público